A partilha de carro clássica como a da Autopia-model (na Bélgica por exemplo), refere-se a um grupo de pessoas que decide partilha um ou mais carros entres eles. Um ou mais veículos são postos à disposição dentro de um grupo pré-determinado, por exemplo, uma comunidade fechada. Este modelo é limitado:

  1. no sentido de ser difícil encontrar outras pessoas dispostas a partilhar um veículo;
  2. assim como o número de veículos disponíveis.

No CarAmigo estabelecemos um mercado onde pessoas que raramente usam o carro, o possam partilhar com outros, sem que tenham muitos esforços adicionais. Como tal, as restrições comuns são abandonadas e as pessoas não têm de procurar ativamente por outras pessoas para partilhar; aqui estão as forças do mercado a trabalhar para encontrar futuros utilizadores. Quanto mais o mercado se desenvolve, mais carros estarão disponíveis.